Blog

HomeDicasGestão do consultório odontológico: como iniciar este processo?
170220142242540712000FYXF

Gestão do consultório odontológico: como iniciar este processo?

Gestão do consultório odontológico: como iniciar este processo?

Foto: Reprodução

A grande maioria dos cirurgiões dentistas brasileiros vivem a dificuldade de saber que precisam iniciar um processo de gestão mas esbarram na dificuldade do início. O primeiro passo em uma situação como essa já foi dado: identificar a necessidade do processo.

Com isso o profissional começa a elaborar perguntas sobre quais as informações deveriam estar disponíveis para que ele mesmo pudesse determinar as ações que realmente poderiam trazer resultados ao seu negócio. Custos, preços, captação de novos clientes, índice de fechamentos por oportunidade, prazo médio de recebimento, faturamento médio por pacientes, taxa de crescimento anual, índice de satisfação de clientes, processo de fidelização. Enfim, uma enorme gama de perguntas que podemos resolver com um pouco de organização desta informações.

Inicialmente designar uma hora do seu dia para que as prioridades sejam determinadas já seria um grande avanço. Gestão para odontólogos funciona exatamente como o diagnóstico, planejamento, execução e controle de um tratamento odontológico.

Diagnosticar é verificar nossos próprios números. Sejam financeiros ou ligados à produção. Entender produção e faturamento faz com que possamos tomar atitudes e fazer investimentos que possam melhorar a nossa rentabilidade e qualidade de vida. Isso tudo com pequenos ajustes. Certamente não iremos transformar uma administração empírica em um sistema de informações da noite para o dia. Inicialmente precisamos gerar o hábito desta captação

Planejar é, com base no diagnóstico, projetar efetivamente as mudanças e investimentos à nosso favor. Colocando em prática percebemos a melhoria de todo o sistema. À partir do momento em que percebemos esta melhoria o incentivo se torna ainda maior e o nível de planejamento vai aumentando, melhorando a captação de informações que transformamos em conhecimento dentro do nosso negócio.

Executar é efetivamente utilizar este conhecimento. Conhecendo números, melhoramos nossos custos e honorários, determinamos um processos produtivo, conhecemos o nosso faturamento por hora trabalhada, determinamos prazos mais conscientes de términos de tratamento, enfim, tornamos o nosso negócio mais previsível.

Por fim, controlar é manter e atualizar este sistema. Com a melhora de faturamento, maior prospecção e fidelização de clientes e uma maior previsibilidade do nosso negócio, os planos futuros tornam-se mais palpáveis com resultados e investimentos mais realistas.

O objetivo é um só. Ser feliz!

Anúncio

Por Dr. Marcelo Alves.

Written by

The author didnt add any Information to his profile yet

Deixe um comentário

×