Tag : alimentos

HomePosts Tagged "alimentos"

Sete alimentos que ajudam a combater o mau hálito

A influência dos alimentos no combate ao mau hálito, claro que sem esquecer de manter a higiene bucal. Michelle Davanço, estomalogista conta que a halitose muitas vezes torna-se tão habitual que a pessoa nem percebe mais. Nesses casos é bom ficar atento as dicas dos colegas e procurar um dentista, porém casos que são mais leves podem ser corrigidos com uma escovação ou alimentos que podem amenizar o mau hálito.

 Maçã, cenoura e pepino

Ajudam a combater a placa bacteriana. Quando comidos crus e com casca, a maçã, a cenoura e o pepino realizam uma espécie de raspagem dos dentes que complementa a ação de limpeza do fio dental.

Chá de boldo

O mau hálito pode não ser proveniente apenas da boca, algumas vezes pode ser por problemas de digestão. O chá de boldo pode ser de grande ajuda nesse caso pois estimula o processo de digestão.

Gengibre

O gengibre também auxilia na parte digestiva do problema, além de antioxidantes, anticoagulantes, entre outras é um ótimo adstringente natural. Desse modo, levar balinhas de gengibre na bolsa ou na mochila ou até mesmo acrescentá-lo às refeições pode ser uma estratégia para combater o mau hálito.

Iogurte natural sem açúcar

O elevado nível de gás sulfídrico em nosso organismo é uma causa bastante comum do mau hálito. Ele é resultante dos processos metabólicos anaeróbicos – que ocorrem na ausência de ar – do nosso corpo.

Suco de limão

O limão por ser adstringente e bactericida, elimina bactérias presentes na boca e em todo o sistema digestivo, ainda atua como reguladora do intestino, responsável por produzir diversos gases que muitas vezes acabam sendo eliminados pelas vias respiratórias.

Hortelã

A hortelã é muito utilizada em tratamentos, estimulam o sistema digestivo, é claro proporciona aroma agradável. Mastigar folhas dessa planta, você direciona o suco formado pela saliva para o estômago, acelerando a digestão, e ainda fica com aquele gostinho de frescor na boca. Precisa explicar por que ela está presente em balas, enxaguantes bucais e pastas de dente?

Água

Um dos fatores que ajudam no combate ao mau hálito é a salivação, e beber água estimula as glândulas salivares e elimina resíduos de todo nosso organismo começando pela boca.

Fonte: Minha Vida

Por que você deve ter cuidado com a ingestão de doces?

Cuidar da saúde bucal é algo que aprendemos desde cedo, escovar os dentes, passar fio dental, usar enxaguante bucal, mas será que apenas esses bons hábitos são o suficiente par manter sua boca e dentes saudáveis? A Dra. Vivian Fartel responde a dúvidas frequentes a respeito de como manter a saúde bucal.
O primeiro ato a favor da sua saúde bucal é utilizar a escova de dente, segundo a Dra. Vivian a escova merece atenção, a escova tem prazo de uso, recomenda-se trocar de três em três meses. Caso a escova se danifique ou desgaste antes disso é necessário trocar o mais rápido possível, “As cerdas sofrem processo de fadiga e degradação, perdendo com isso sua eficiência.”. Manter a escova em ambiente limpo, fazer a higienização com água corrente e até antisséptico é super recomendado, “Guarde a escova quando estiver seca em um porta-escovas ou estojo, mas nunca a deixe solta na pia, evitando contaminação por bactérias.”
Outro item que não pode passar despercebido é a pasta de dente. A quantidade de pasta com se escova os dentes é algo que se deve ter atenção segundo a Dra. “A pasta de dente deve ser usada em pequenas quantidades, pois a espuma excessiva dificulta a correta visualização dos dentes”. Os enxaguantes bucais são aliados, mas não precisam ser usados todo dia “Não há necessidade de usá-lo a cada escovação. Os bochechos oferecem sensação de frescor, hálito puro, porém não substituem de maneira alguma a escovação mecânica.”
A Dra. Vivian sugeriu uma lista de orientações para o cuidado com os dentes:
1) A escova dental é a “atriz principal” deste filme e deve possuir cerdas macias, arredondadas e cabeça pequena, para não traumatizar bochecha e língua, e facilitar a limpeza dos dentes do fundo.
2) A escovação deve ser feita idealmente três vezes ao dia, porém diante de impossibilidades, deve se caprichar mais na escovação noturna, antes de dormir, pois durante o sono, a temperatura da boca aumenta, a produção de saliva diminui e as bactérias proliferam.
3) O fio dental ao lado da escova também é o “ator principal” indispensável a saúde bucal, pois remove os resíduos alimentares de áreas onde a escova não alcança. É recomendável passá-lo pelo menos uma vez ao dia, de preferência antes da escovação noturna.
4) Para ajudar a ter dentes saudáveis, a dieta deve ser equilibrada e em horários regulares. Frutas, verduras, proteínas tem consumo quase liberado, já açucares, alimentos ácidos, refrigerantes, guloseimas devem ser ingeridos com moderação. Sabe-se que idealmente deve-se escovar os dentes após cada refeição.
5) Os doces de preferência, devem ser ingeridos após a refeição principal, pois o aumento da salivação neutraliza os ácidos produzidos pelas bactérias. Ingerir um copo de água após a ingestão de doces e alimentos pegajosos, também ajuda a remover os restos de alimento aderidos ao dente.
6) Existem os alimentos protetores e alimentos detergentes que são indicados. Os alimentos protetores estão representados pelo leite, iogurte, queijo, pipoca salgada, milho, castanha de caju, amendoim, nozes, coco ralado e são responsáveis pela formação de uma barreira entre o dente e as bactérias, limitando a ação dos ácidos produzidos.
Já os alimentos detergentes são representados pela maçã, pera, cenoura, milho, entre outras frutas, legumes e verduras crus, capazes de limpar a superfície do dente, durante a mastigação. A limpeza acontece através do atrito do alimento com o dente, removendo restos.
No entanto, deve-se lembrar que esses alimentos agem como detergentes, mas não substituem a limpeza pesada com a escova.
Fonte: http://www.maisequilibrio.com.br/

O suco detox pode prejudicar a saúde bucal?

Problemas como cárie, mau hálito e bactérias extras na boca são apontados como efeitos colaterais de dietas exageradas.

Essas dietas onde ingerimos uma baixa quantidade de calorias, ou é feita a troca de alimentos por sucos ou shakes, podem trazer sérios malefícios a saúde bucal.

Essa troca faz com que o corpo tenha picos de insulina que alteram a estrutura do colágeno afetando diretamente a gengiva. Por isso é comum que em dietas muito extremas aconteça problemas nos dentes e gengivas.

Além disso, os sucos de frutas e vegetais são ricos em ácido,  que pode causar sérios problemas  ao esmalte dos dentes.

Mesmo sendo naturais, quando os açúcares das frutas passam pela boca não se diferenciam de açúcares de chocolates ou doces.

Todo tipo de açúcar corrói os dentes. Use fio dental sempre após as refeições, e até mesmo depois dos sucos.

Alimentos que contribuem para que os dentes fiquem mais brancos

Você sabia que é possível neutralizar alimentos prejudiciais aos dentes e ao mesmo tempo se beneficiar com uma bela seleção de pratos.

Veja alguns alimentos que deixam os dentes mais bonitos e mais fortes!

Morango: A fruta contém ácido málico, que é um adstringente natural, ele ajuda a retirar manchas. Além de conter vitamina C, que combate o acúmulo de placa bacteriana.

Queijos: Possuem caseína, que é uma proteína que ajuda na reparação do esmalte dos dentes. Também possuem cálcio e fósforo.

Espinafre: Ele é rico em fibras. O espinafre faz uma limpeza natural nos dentes e aumenta o fluxo salivar.

Maçã: Rica em fibras, aumenta o fluxo salivar e proporciona limpeza nos dentes.

Iogurte: No geral, alimentos lácteos são ricos em proteínas, fósforo e ácido láctico, que ajudam a combater bactérias e fortalecer os dentes.

Salmão: Rico em cálcio, vitamina D, uma dupla que proporciona dentes fortes e saudáveis.

Leite: Produtos lácteos remineralizam os dentes.

Pera: A fruta elimina a placa bacteriana.

Pepino: Limpa os dentes e remove as bactérias, já que aumenta o fluxo salivar.

Goma de mascar sem açúcar: É uma recomendação dos dentistas, mascar a goma por 15, ou 20 minutos depois das refeições. A Goma é adoçada com xilitol, que é um agente anticarie.

Castanha-do-Pará: Possui óleos que ajudam a formar uma película sobre os dentes, o que faz com que as bactérias percam a capacidade de grudar neles.

Brócolis: Contém ferro e cálcio, juntos formar uma barreira, que faz a proteção ao esmalte dos dentes.

Cenoura: Aumenta o fluxo salivar, mantêm a boca hidratada e ajuda a remover a placa bacteriana.

Hortaliças: São anticariogênicas, contribuem para a saú8de dos dentes.

Nozes: Ajudam na formação de uma película de proteção nos dentes.

Frango: É cariostático, ele não contribui ao desenvolvimento da cárie.

Ovos: Não auxilia na instalação da cárie no dente.

Gorduras: Não contribuem para o aparecimento de cáries.

×