Site icon DVI Radiolgia

O Cirurgião Dentista e a Toxina Botulínica – A nova face da Odontologia

A Odontologia moderna a cada dia incrementa seu arsenal terapêutico nos tratamentos Odontológicos. A vedete dos tratamentos orofuncionais atualmente é a toxina botulínica comumente conhecida pelas suas marcas comerciais (Botox, Prosigne, Xeomin, Dysport, entre outras). A função da toxina botulínica quando aplicada no músculo é de paralisar a placa motora, por conseguinte relaxar a musculatura como um todo. Seu mecanismo de ação é a inibição da liberação da acetilcolina que é o neurotransmissor liberado pela ação do impulso nervoso na junção neuromuscular, diminuindo assim a contração da musculatura. Sua ação é transitória e tem sua durabilidade entre 3 a 6 meses. Esse efeito permite o tratamento de inúmeras intercorrências clínicas, como por exemplo: distúrbios da ATM, hipertonias musculares (trismos), desequilíbrio de forças facial, enxaquecas, sorrisos gengivais, correções funcionais de hemiparalisias são, dentre outras, disfunções que podem se beneficiar dos efeitos da toxina botulínica.

A nova face da Odontologia, permite hoje, que o CD quando bem capacitado na utilização dessa tecnologia proporcione um tratamento integrado e mais completo para seus pacientes. O conhecimento anatômico funcional da face credencia o CD a trabalhar com essa tecnologia que está na vanguarda dos tratamentos odontológicos. É importante frisar que a toxina botulínica é muito utilizada em tratamentos puramente estéticos em algumas especialidades médicas, e que, a visão da Odontologia é estritamente funcional, no qual o CD diagnostica e atua no equilíbrio de forças faciais harmonizando a face e consequentemente tratando o problema. Angelo Ruffini, histologista, em meados de 1925 perpertuou o conceito de anatomia funcional descrevendo que a “A forma é a imagem plástica da função”, assim com a melhora funcional invariavelmente conseguimos uma melhora estética.

Hermes Pretel é Mestre e Doutor em Ciências Odontológicas pela Faculdade de Odontologia de Araraquara – UNESP, e Professor do Grupo REO – Reabilitação Orofuncional ( Toxina Botulínica, Preenchimento facial e Fototerapia). hpretel@uol.com.br

Sair da versão mobile