3 cuidados fundamentais ao abrir uma franquia odontológica

Abrir um negócio é uma decisão a ser tomada após muita reflexão. Isso também vale para quem pretende abrir franquia odontológica. Essa é uma decisão que deve ser apoiada em uma boa análise e, a partir dela, um ótimo planejamento.

Existem algumas questões específicas relacionadas aos negócios odontológicos, que se não forem observadas, podem trazer graves problemas e sérios prejuízos.

Neste artigo, mostraremos todos os aspectos que você precisa observar ao abrir uma franquia odontológica. Acompanhe!

1 . Normas e legislação para abrir franquia odontológica

Licenças

Alvará de Funcionamento da Vigilância Sanitária

A Licença ou Alvará de Funcionamento é um documento expedido pela Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal – VISA, que autorizará o funcionamento da clínica. Cabe ao Estado definir o trâmite legal e documental, bem como sua validade. O Alvará precisa ser solicitado antes mesmo do início das atividades da sua franquia de odontologia — para que sua clínica já comece a atender os pacientes em conformidade com a legislação.

Para a obtenção do Alvará de Licença Sanitária é crucial seguir todas as normas de biossegurança e adequar as instalações segundo o Código Sanitário do Estado (documento que trata das especificações legais relacionadas às condições físicas do local). Isso porque, as clinicas de odontologia são consideradas locais de risco. A licença de funcionamento é emitida perante uma taxa e é válida por um ano. Após esse período, uma nova vistoria deve ser, obrigatoriamente, realizada. O não cumprimento das exigências gera auto de infração e penalidade, conforme explicaremos mais adiante.

Alvará Sanitário Inicial – Grupo Estabelecimentos de Saúde

Um órgão denominado Gerência de Vigilância Sanitária emite a licença. No caso de serviços odontológicos, a alvará é necessário aos profissionais que oferecem serviço de prótese odontológica e serviços de Radiologia Odontológica.

Alvará de Funcionamento da Prefeitura

O Alvará de funcionamento emitido pela Prefeitura é obrigatório para consultórios e clínicas da área da saúde. Para emiti-lo é necessário o pagamento de uma taxa, que engloba a localização e o funcionamento. Para a solicitação desse alvará, o profissional de odontologia (ou um representante legal) precisa levar até a Prefeitura seu CRO, o CNPJ, o CT Social e também o comprovante de IPTU.

Alvará de Funcionamento do Corpo de Bombeiros

O Alvará de Funcionamento emitido pelo Corpo de Bombeiros pode ser solicitado junto ao site da organização www.bombeiros.go.gov.br. A partir daí será realizada uma vistoria para que a licença seja emitida.

Licença Ambiental

Da mesma forma que o Alvará de funcionamento, a Licença Ambiental é considerada como um Imposto Sobre Serviços De Qualquer Natureza (ISSQN). É emitida pela Prefeitura, após uma vistoria e pagamento de uma taxa. Já a Taxa de Fiscalização de Localização e Funcionamento (TFFL) designa as Atividades que Determinam o Sujeito Passivo, o Porte e o Grau de Poluição da Taxa de Licenciamento Ambiental.

Vistorias

Para a emissão das Licenças e Alvarás de Funcionamento, é necessária a realização de vistorias por órgãos competentes. Elas ocorrem, inicialmente, antes de abrir franquia odontológica e depois uma vez por ano, para efeito de renovação das licenças.

Documentos

Durante a preparação para abrir a sua franquia odontológica, é fundamental regulamentar toda a documentação. Mantenha os documentos, incluindo laudos de vistoria e comprovantes, em local de faço acesso para mostrá-los à fiscalização.

Documentos necessários para a abertura da unidade franqueada:

  • registro profissional (CRO) do cirurgião-dentista e com pagamento da taxa anual atualizada;
  • cadastro de contribuintes mobiliários (CCM de pessoa física) – feito na prefeitura do Município;
  • ISSQN – Licença Ambiental, também emitido pela Prefeitura;
  • alvará da Vigilância Sanitária.

O profissional de odontologia também utilizará esses documentos para credenciar convênios e fazer a renovação do CREMESP (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo).

Dente gigante sendo construído por uma plataforma - abrir franquia odontológica

2. Consequências do descumprimento das normas ao abrir franquia odontológica

O não cumprimento de todas as normas tornará a clínica irregular, o que gerará multas e até o fechamento da empresa, conforme a Lei Federal n 6.437, de 20/08/1977. Por isso, é fundamental que todas as normas sejam observadas e que os documentos fiquem disponíveis em local de fácil acesso e, principalmente, que todos os funcionários compreendam a importância e as consequências do não cumprimento das normas.

3. Órgão responsável pela fiscalização de franquias odontológicas

O órgão responsável pela fiscalização e regulamentação das franquia odontológica no Brasil é a Associação Brasileira de Franchising (ABF). Antes de escolher uma empresa do ramo de odontologia para abrir franquia odontológica, verifique se a marca escolhida é devidamente reconhecida pelo órgão.

A ABF ainda promove prêmios para o reconhecimento das franquias que se destacam no país, sendo o Selo de Excelência, um deles. Essa iniciativa é importante não apenas para a franqueada, mas também para a franqueadora que observa as franquias que se esmeram em trabalhar com excelência. Aliás, ela beneficia toda a rede, já que é uma tendência natural do consumidor acreditar que encontrará a mesma qualidade em todos as lojas da marca.

Cabe lembrar que, apesar do aspecto burocrático inerente ao processo de abrir franquia odontológica, uma franquia no ramo da odontologia é um negócio seguro e muito rentável, sobretudo quando contratado com uma franqueadora experiente e idônea, que forneça toda a orientação e suporte necessários. 

Agora que você já conhece os principais aspectos documentais e regulatórios para abrir franquia odontológica, aproveite para ler nosso artigo sobre  o investimento para abrir uma franquia odontológica.

Gostou dessa matéria? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhe no Facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhe no Twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhe no Linkdin
Compartilhar no pinterest
Compartilhe no Pinterest

Deixe um comentário