Passo a passo de como montar um consultório odontológico

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O sonho de grande parte dos dentistas é ser dono de um consultório odontológico. A autonomia, o controle sobre todos os aspectos e o estabelecimento como autoridade em Odontologia são alguns dos fatores que tornam essa ideia atraente. Mas, como ocorre com qualquer empresa, é necessário ter planejamento, disciplina e recursos financeiros para investir em um novo negócio.

Deseja abrir um consultório odontológico? Neste post, você confere um guia com tudo o que necessário considerar para montar um consultório odontológico, desde o planejamento até a divulgação e captação de novos pacientes. Acompanhe!

Consultório odontológico: um guia de como montar o seu

1. Plano de negócios

Qualquer empresa necessita de um planejamento, e com um consultório odontológico isso não seria diferente. Além das questões relacionadas a um profissional de saúde, como seguir as recomendações da vigilância sanitária, é necessário pensar em análise de mercado, aspectos legais, administração, contabilidade, marketing e muito mais.

O plano de negócios é o local em que você vai descrever todos os aspectos do seu consultório odontológico, incluindo sua viabilidade na região. Você deve considerar fatores tanto internos quanto externos (mercado, concorrência, clientes). Haverá sócios? Se sim, esse documento será essencial para mostrar a viabilidade da sua clínica e por que investir nela.

2. Quais serviços serão ofertados

Quais serviços você pretende ofertar no seu consultório odontológico? Além do atendimento geral, é possível oferecer serviços como odontopediatria, ortodontia, implantodontia, periodontia, prótese dentária e odontologia estética. Você deve decidir as áreas que a sua clínica vai incluir, o que será de sua responsabilidade, o que pode ser delegado e quais especialistas contratar.

Serviços como os de radiologia odontológica digital podem ser terceirizados (falaremos mais sobre o assunto adiante).

Além deles, serão aceitos convênios ou o atendimento é apenas particular? Quais serão as formas de pagamento?

3. Local do consultório

A análise de mercado também serve para que você veja em qual região é viável abrir seu consultório. Ela deve ter uma boa circulação de potenciais pacientes, ser de fácil acesso a ônibus e carros e perto de locais para estacionar. Além disso, deve estar um pouco afastada de concorrentes. Considere também os preços praticados para luz, água e aluguel no local e, é claro, se o imóvel cumpre as exigências da Anvisa.

Embora possa parecer complicado encontrar um local com todas essas características, uma boa pesquisa entre prédios comerciais pode responder a maioria dessas perguntas. Veja locais onde já há alguma presença clínica (não necessariamente odontológica), pois, as construções costumam obedecer às regras sanitárias mais exigentes.

Observe também se o local é visualmente agradável. Até mesmo a fachada do prédio comercial pode influenciar na captação de pacientes.

4. Equipamentos

Para começar a funcionar, o seu consultório deve contar com:

  • cadeira; 
  • pedal multifuncional; 
  • mesa equipo; 
  • unidade auxiliar; 
  • negatoscópio; 
  • refletor halógeno; 
  • aparelho de profilaxia; 
  • fotopolimerizador; 
  • fisiomocho; 
  • compressor; 
  • autoclave;
  • micromotor.

Além dos equipamentos de trabalho (que devem ser novos e de ponta), é essencial pensar nos móveis e em tudo o que estará em seu consultório odontológico. Para isso, o melhor é contar com um profissional especializado, como um arquiteto ou um designer de interiores.

close de uma cadeira em um consultório odontológico

5. Quais serviços serão terceirizados

Como dissemos, o serviço de radiologia odontológica digital pode ser terceirizado. Além de economia com equipamentos de ponta, você também não precisará contratar especialistas na área para realizar os exames. Se o seu consultório for pequeno não precisará se preocupar com espaço para acomodar a infraestrutura radiológica. Por fim, o histórico dos seus pacientes também estará em segurança, mas à disposição com um clique, já que o armazenamento será em nuvem (na internet).

A contabilidade do seu consultório também pode ser terceirizada. Um escritório contábil ou um profissional independente pode considerar aspectos que você nem ao mesmo saiba. Portanto, peça esse auxílio antes mesmo de abrir seu consultório. Se possível, converse com outros gestores de consultório para conhecer contadores confiáveis e que entendam o funcionamento de uma clínica odontológica.

Outro serviço que também pode ser terceirizado é o de design. Ele será importante para toda a identidade visual do seu consultório odontológico, incluindo a fachada da sala ou do prédio. Entre em contato com uma agência que já tenha experiência com profissionais da saúde.

6. Questões legais

Além das exigências da Anvisa para conseguir a licença, um consultório odontológico precisa atender a outras demandas para começar a funcionar. Um contador também vai auxiliar você com questões como alvará de funcionamento, criação de CNPJ, inscrição na Junta Comercial e na prefeitura e registro no corpo de bombeiros local.

7. Funcionários

Uma boa equipe será fundamental para o andamento do seu consultório odontológico. Além de outros profissionais da área (caso você não queira ou não possa cuidar de todos os serviços oferecidos), é importante contar com auxiliares e recepcionistas.

A equipe será fundamental tanto na captação quanto na retenção de pacientes. Portanto, procure colaboradores que atendam o cliente de forma humanizada assim que ele entra em seu consultório.

8. Marketing

O marketing é fundamental para a divulgação do seu consultório. É por meio dele que você vai decidir como e onde falar com seu público, além de estratégias de captação e retenção dos pacientes.

O marketing engloba o uso de redes sociais, anúncios no Google e Facebook, criação de site e blog, linguagem utilizada tanto nas ferramentas virtuais quanto no trato pessoal, promoções e muito mais.

O planejamento de marketing também é de suma importância: além de colocar de forma clara quais estratégias você pretende implementar, é possível mensurar e descobrir o que está dando certo ou errado para fazer mudanças pontuais.

Antes de criar um plano de marketing, você deve decidir qual será seu público-alvo: classe social, nível de instrução, faixa etária e meios de comunicação que usam para se informar são dados essenciais para suas estratégias.

9. Fornecedores

É essencial contar com fornecedores de bom nome no mercado, que não vão atrasar as entregas ou oferecer materiais de baixa qualidade.

O estoque deve ter o suficiente para suprir seu consultório sem que haja baixas durante o expediente, mas sem que haja perdas pela validade.

10. Inauguração e estratégias de captação dos primeiros clientes

A divulgação do seu consultório deve começar antes mesmo da inauguração. Assim, além de atrair possíveis pacientes, você já começa a colocar em prática as estratégias de marketing que possam retê-los.

Novamente, é essencial que você conheça seu público-alvo para que, antes mesmo da abertura da clínica, saiba como divulgá-la. In vista em ações tanto online quanto offline, mas que estejam de acordo com a identidade que você deseja para seu consultório odontológico.

Como visto, abrir um consultório odontológico implica muitas questões e requer o auxílio de profissionais capacitados. Portanto, um bom planejamento e a terceirização de alguns serviços vão facilitar todo o processo. Com tudo devidamente organizado e especialistas cuidando de áreas cruciais para o funcionamento da sua clínica, você pode se preocupar com mais afinco a uma gestão de qualidade e humanizada.

Pronto para montar seu consultório odontológico? Para mais informações sobre como otimizar consultas e exames radiológicos, assine nossa newsletter e receba atualizações diretamente no seu e-mail.

Conheça os 7 passos para a Odontologia Digital

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu

DENTISTA SUAS REQUISIÇÕES ACABARAM?

Preencha o formulário abaixo:

Dentista solicite uma visita

Um representante entrará em contato para agendar uma visita.