A importância da fotografia odontológica digital

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A fotografia na Odontologia já existia antes mesmo da descoberta do raio-X. Mais do que um registro, ela é crucial para a precisão dos resultados e visualização da saúde bucal do paciente. Mas quando falamos de avanço especificamente na área, o grande marco é a mudança do analógico para a fotografia odontológica digital.

A fotografia digital é praticamente o sinônimo de Odontologia contemporânea. Rápida, simples e útil, ela é essencial para documentar os procedimentos do trabalho, efetivar a educação dos pacientes e realizar investigações clínicas, proporcionando muitos benefícios tanto para o profissional quanto para o indivíduo.

Neste post, com base no artigo Digital dental photography (2018), você vai entender melhor sobre a importância da fotografia na Odontologia.

Qual a importância da fotografia na Odontologia?

A fotografia permite o registro de descobertas e de todo o histórico do paciente de maneira clara e precisa. É por meio dela que, por exemplo, um odontologista pode explicar a necessidade de um tratamento. Ela também vai servir como base para a projeção de um tratamento, sendo possível ter uma noção de sua previsibilidade.

Como dito, não é de hoje que o registro de imagens está presente na Odontologia. Ele começou, aliás, bem antes da descoberta dos  raios-X, em 1895, pelo físico alemão Wilheelm Conrad Rontgen.

História

Em 1840, o fabricante de suprimentos médicos, fotógrafo e inventor Alexander Simon Wolcott desenvolveu a primeira câmera fotográfica americana e um sistema para iluminação de estúdio. Logo após, ele abriu o primeiro estúdio fotográfico comercial.

Anos depois, em 1848, o dr. R. Thompson e W. Elde, ambos de Columbus, Ohio, marcaram a primeira vez na história em que fotografias de antes e depois foram utilizadas na Odontologia. Esse material foi publicado em um artigo, que levou o diagnóstico e o planejamento do tratamento odontológico a um novo nível.

Fotografia digital

O processo digital em fotografia foi desenvolvido entre as décadas de 1960 e 1980, mas só se popularizou em 1990, quando as câmeras digitais ficaram disponíveis no mercado internacional. Apesar da baixa resolução, ela começou a abrir caminhos para um registro mais rápido, econômico e com a mesma qualidade do analógico.

Anos depois, a soma da fotografia digital com o software permitiu não só o registro de imagens, mas também a edição, com recorte, inserção de comentários — algo improvável com a tecnologia convencional. É possível, por exemplo, mostrar o matiz do dente aumentando o contraste da foto.

Por que utilizar fotografia odontológica digital?

A fotografia na Odontologia mudou a forma de obter imagens 2D e 3D. Veja!

Rapidez

A fotografia odontológica digital não necessita de revelação. É só obter as imagens e enviá-las para o software. Hoje, uma excelente forma de obtê-las é por meio da tecnologia CAD/CAM, em que a câmera registra a arcada dentária inteira do paciente e já envia para um software.

Economia

Não há necessidade de filmes para revelação, nem de papel específico para fotografia. Além disso, não é preciso ter um local físico de armazenamento para os arquivos. Tudo pode ser salvo em nuvem, em pastas específicas para cada paciente. 

Precisão

O aumento de qualidade na fotografia e os programas de edição proporcionaram imagens mais precisas, iluminadas e de fácil visualização de todas as estruturas fotografadas.

Educação e comunicação

Recursos audiovisuais, como vídeos, modelos e brochuras, já são usados há muito tempo para instruir o paciente. Mas as imagens digitais, principalmente da própria arcada do paciente, permitem uma explicação personalizada sobre uma patologia ou tratamento. 

As imagens digitais são detalhadas e podem mostrar anatomia da arcada dentária, etapas cirúrgicas, materiais. E ainda mais. Casos concluídos podem ajudar a educar os pacientes sobre o diagnóstico e o tratamento proposto e, assim, melhorar sua compreensão e aceitação de casos.

Eficácia

A fotografia odontológica auxilia consideravelmente a mostrar o resultado de um tratamento para o paciente. Além de mostrar a ele as mudanças de um procedimento, é também possível demonstrar os registros em artigos científicos ou na divulgação do trabalho do odontologista. Em ambos os casos, o paciente deve dar autorização prévia e por escrito.

fotografia odontológica digital

Documentação

Uma imagem odontológica sem edição pode ser usada como documento legal. As fotografias digitais em seu formato bruto (não creditado) podem ser usadas como prova de documento legal. Elas ajudam tanto pacientes quanto profissionais em, por exemplo, processos por negligência.

Seguro

Para os pacientes que contam com seguro ou cobertura de um tratamento pelo plano odontológico, as imagens servem como provas para uso do benefício.

Consultas

O uso de fotografias na Odontologia permite que outros profissionais tenham acesso ao histórico do paciente com mais detalhes. Se ele precisar passar por um especialista, essas fotos vão ajudar a elaborar um futuro procedimento.

Laboratório

Na maioria das vezes, é necessário um guia de cores para transmitir informações sobre o dente ou o caráter gengival. Portanto, uma fotografia com correção de cores pode fornecer as informações necessárias para criar uma restauração final com matiz, valor e croma mais precisos.

Marketing

Por meio da Resolução 196/2019, o Conselho Federal de Odontologia (CFO) permite o compartilhamento de imagens de antes e depois para divulgação do seu trabalho — isso, é claro, com autorização do paciente por meio do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). 

Se você não for adepto desse tipo de estratégia de marketing, pode utilizar as fotos para “vender” o tratamento na primeira consulta do paciente. Assim, é só fotografar a arcada dentária e explicar cada elemento e o que precisa ser tratado.

O que é necessário para a fotografia odontológica digital?

Veja quais materiais são importantes para começar a prática:

  • acessórios: Cartão de memória, filtro, bateria extra, bolsa para câmera;
  • colheres de plástico descartáveis;
  • seringas ou aspiradores de ar;
  • câmera, de preferência DSLR;
  • espátula de plástico ou vidro;
  • afastadores de bochecha;
  • espelhos dentários;
  • flash acoplável;
  • tiras de gaze;
  • lente macro.

Técnica

Além do equipamento, a técnica também é fundamental em fotografia na Odontologia. O conceito fotográfico é crucial para tirar boas fotos. Afinal, ter uma boa câmera não significa que você vai obter bons resultados — apenas que será mais fácil alcançá-los. Além disso, alguns recursos, como o flash, necessitam de domínio técnico.

A técnica vai influenciar na resolução das imagens e na quantidade de edição necessária. Portanto, não deixe de valorizá-la.

Entendeu a importância da fotografia na Odontologia? Para manter-se sempre informado em Odontologia e Radiologia Odontológica, assine a newsletter da DVI Radiologia.

Conheça os 7 passos para a Odontologia Digital

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu

DENTISTA SUAS REQUISIÇÕES ACABARAM?

Preencha o formulário abaixo:

Dentista solicite uma visita

Um representante entrará em contato para agendar uma visita.