Qual a diferença entre lente e faceta de porcelana?

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

 

Nos últimos anos, a Odontologia Estética ganhou muita força entre o público. As pessoas começaram a entender sobre a importância de um sorriso bonito tanto no lado pessoal quanto no profissional. Dois tratamentos são os mais populares atualmente: a lente de contato dental e a faceta de porcelana. Mas qual a diferença entre lente e faceta?
Neste texto, vamos entender com detalhes como funciona cada um dos tratamentos e qual a diferença entre lente e faceta:

O que é lente de contato dental?

É um laminado extrafino, semelhante à lente de contato ocular, que é colado sobre a superfície dental. Ela costuma ser feita com resina ou com porcelana, mas quando feita com o segundo material, torna-se um pouco mais grossa — ainda assim, não tanto quanto uma faceta.

A lente de contato é considerada um procedimento minimamente invasivo, já que muitas vezes não é necessário desgastar o dente para fixar o laminado.

O que é faceta de porcelana?

Também chamada de faceta de cerâmica, a faceta de porcelana é um tipo de lente de contato, que também pode ser feita tanto com porcelana quanto com resina. 

Atualmente, o material utilizado é o dissilicato de lítio, tipo de cerâmica muito mais resistente que as porcelanas feldspáticas utilizadas anteriormente e que apresenta propriedades ópticas semelhantes à dentição natural. Quando a lâmina de dissilicato é extrafina, é uma lente de contato; quando mais grossa, uma faceta.

Geralmente, a faceta é colocada apenas nos dentes anteriores, mas pode cobrir até os pré-molares para evitar contraste de cor. Portanto, esse detalhe também deve ser observado nos dentes inferiores. Se a diferença de coloração for grande, o ideal é que o procedimento também seja realizado na parte de baixo da arcada dentária. 

Quanto tempo os procedimentos duram?

Em média, de 10 a 15 anos, mas mantendo os cuidados e contando com um profissional capacitado no procedimento, pode chegar a 20 anos. Portanto, além de conhecer o procedimento, é fundamental que o paciente procure por um especialista da área da Dentística e, claro, siga as orientações dadas por ele.

Quando as manutenções devem ser feitas?

Se a lente de contato ou a faceta não lascarem ou sofrerem algum dano, o paciente pode visitar o dentista a cada 6 meses. Então, lembre-se de avisá-lo que, nesses procedimentos, não é possível reparar — se ele quebrar ou lascar a lâmina, ele deverá passar por todo o processo de confecção novamente.

A lente de contato e a faceta substituem o clareamento dental?

Não necessariamente. Embora a faceta de porcelana também sirva para corrigir o escurecimento, ela exige a raspagem dos dentes. Já a lente de contato é ultrafina e quase transparente, portanto não muito indicada para mudança da coloração. Se o paciente está satisfeito com o formato, o posicionamento e o tamanho de cada objeto dental, o clareamento é a melhor escolha — ele só altera a cor. 

Mas se o indivíduo deseja também alterar a estrutura do dente, a lente de contato e a porcelana são os procedimentos mais indicados. O tratamento, nesse caso, depende do que o cliente deseja.

Lente e faceta evitam cáries?

Não. A cobertura dos dentes não previne ou evita cáries, por isso é fundamental que o profissional oriente o paciente a manter uma boa rotina de higiene dental, inclusive dando algumas dicas para isso.

diferença entre lente e faceta

Qual a diferença entre lente e faceta?

Ambas são coladas na parte posterior da arcada dentária. No entanto, ambas possuem diferenças fundamentais. Confira.

Espessura

A faceta de porcelana costuma ter entre 0,7 e 2 milímetros de espessura, já a lente de contato dental é ultrafina — tem de 0,2 a 0,5 milímetros, mas geralmente não chega a tanto. Esse fator, aliás, é a grande diferença entre lente e faceta.

Desgaste

Nos dois procedimentos, é necessário desgastar os dentes antes de colar o material. Esse procedimento serve para corrigir pequenos desníveis no sorriso, que possam atrapalhar a fixação do material e a beleza do sorriso.

Justamente por ser mais grossa, a faceta de porcelana exige um desgaste da dentição maior do que a lente de contato, mas o uso de dissilicato de lítio tem possibilitado restaurações adesivas com mínimo desgaste dental.

Já a lente de contato dental, dependendo do nível dos dentes, não demanda desgaste. 

Correção

Em um primeiro momento, pode parecer que a lente de contato dental é mais vantajosa, mas uma grande diferença entre ela e a faceta é o tipo de transformação no sorriso.

A lente de contato serve para pequenas correções, como diastema, dentes curtos e pouca largura. Já a faceta de porcelana permite uma vasta alteração na arcada, resolvendo problemas como escurecimento dos dentes, desgaste, restaurações, manchas e desalinhamento. 

Teoricamente, a faceta poderia substituir o uso do aparelho dental nos casos em que o paciente deseja apenas uma correção estética. No entanto, o desgaste da estrutura dental para o encaixe da cerâmica será excessivo, vai comprometer a saúde do esmalte e deixar a dentina exposta. Além disso, a porcelana fixada na dentina tem longevidade clínica muito maior e causa sensibilidade pós-tratamento.

Provisório

As facetas necessitam de provisórios, enquanto as lentes de contato trabalham apenas com os mockups para a visualização do resultado.

Como os procedimentos são feitos?

Como os procedimentos se diferem em pouquíssimos detalhes, o passo a passo é basicamente o mesmo.

Exame clínico

No primeiro exame, o odontologista vai escolher o procedimento adequado aos desejos do paciente. Será também nesse momento que o profissional fará a redução do inchaço das gengivas para melhorar esteticamente o resultado e facilitar a fixação. 

Profilaxia e clareamento também são necessários para o melhor resultado do projeto.

Planejamento

O paciente deve ter plena ciência dos resultados que pode obter. Então, o profissional deve conversar com ele sobre aspectos como cor, formato, tamanho e posição dos dentes. 

Escaneamento e moldagem

Antes do procedimento, o profissional avalia a saúde bucal do paciente. Ele deve ter imagens e radiografias para realizar a moldagem digital da faceta ou da lente de contato. Com base nessas imagens, o odontologista pode fazer o planejamento do tratamento. 

Antes, a moldagem era feita manualmente, com a colocação dos dentes numa moldeira com alginato e, depois, a confecção do modelo com cera. Mas com o escaneamento digital, é possível fazer todo o procedimento digitalmente e com mínima porcentagem de erros.

Desgastes e provisórios

Quando a técnica é a faceta de porcelana, é necessário desgastar os dentes independentemente do tipo de alteração desejada. No caso de lentes de contato, isso não é uma regra.

É nesse momento também que são colocados os provisórios para as facetas de porcelana.

Confecção e cimentação

Após todos os detalhes acertados e a moldagem aprovada, é hora de confeccionar a faceta ou a lente de contato. Com a moldagem digital, o software manda as informações para uma fresadora, que seguirá nos mínimos detalhes o que foi projetado.

Então, depois de prontas, as lâminas são testadas sobre os dentes, analisadas e cimentadas.

Entendeu qual a diferença entre lente e faceta? Você trabalha com esses procedimentos? Qual deles acha mais efetivo? Deixe seu comentário aqui embaixo!

Seja um Dentista Parceiro!

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta