Aftas na boca: principais causas e como resolver

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Que atire a primeira pedra quem nunca acordou e notou que estava com aftas na boca, não é mesmo? O problema é bastante comum e é bem provável que todo mundo passe por isso em algum momento da vida.

Se isso acontecer vez ou outra, não é motivo para preocupação. Porém, se aftas persistirem e começarem a aparecer com muita frequência, é preciso levar o assunto a sério. Nesses casos, buscar ajuda profissional é o melhor a se fazer.

Para que você entenda mais sobre o tema, esclarecemos as principais dúvidas que os pacientes geralmente têm sobre aftas na boca. Vamos explicar quais são as principais causas e como resolver esse problema, entre outros tópicos. Acompanhe!

O que são aftas na boca?

As aftas na boca são lesões em formato arredondado ou ovalado, recobertos com uma membrana na cor branca ou amarela, com uma mancha vermelha em volta. Elas podem surgir nas paredes internas da boca ou na língua.

As feridas causam bastante dor e incômodo, principalmente ao falar e comer. Geralmente elas duram entre cinco e 15 dias, desaparecendo depois disso, sem que deixar qualquer tipo de marca ou cicatriz.

Vale lembrar que as aftas na boca não são contagiosas! Uma pessoa que as possui pode compartilhar talheres, beijar e levar uma rotina normal, tendo em vista que não há o risco de transmitir as feridas para os outros.

Quais são as principais causas desse problema?

aftas na boca

Existem diversas causas para o surgimento de aftas na boca. Algumas delas são facilmente identificadas, enquanto outras exigem exames clínicos e laboratoriais, que podem ser solicitados pelo seu médico ou dentista.

Veja, a seguir, as principais causas da afta e como identificá-las!

Imunidade baixa

A presença de aftas na boca pode indicar que a sua imunidade está baixa. Nesse caso, as feridas servem como um sinal de alerta, demonstrando que algo não está bem com seu corpo.

É por isso que a presença de aftas na boca pode ser um sintoma para doenças que atacam o sistema imunológico, como o câncer, a AIDS, o diabetes, o estresse entre outras. De tal maneira, quando não há outra causa evidente, convém fazer exames de sangue para saber se está tudo em ordem.

Consumo de alimentos e bebidas ácidas

O consumo de alimentos e bebidas ácidas como o abacaxi, a laranja, o tomate e alguns tipos de sucos e refrigerantes pode causar a afta. 

Isso acontece porque a maioria dos alimentos com maior grau de acidez contém uma enzima chamada bromelina. A substância age sobre as células da boca e da língua, causando pequenos ferimentos, que podem evoluir para a afta.

Machucados na boca

É bastante comum que pequenos machucados na boca evoluam para quadros de  afta. Nessa situação, a causa das feridas podem ser diversas.

Quando alguém morde a língua sem querer enquanto está comendo, por exemplo, um machucado pode surgir e se tornar uma afta. O mesmo acontece quando se escova os dentes com muita força e as cerdas da escova ferem a boca.

Uso de aparelho ortodôntico

As pessoas que usam aparelho ortodôntico são as que mais apresenta afta na boca. A resposta para isso está justamente no tópico anterior, que fala sobre os machucados.

O aparelho é um corpo estranho colado nos seus dentes. Na maioria dos casos ele é feito de ferro e pode machucar, principalmente nas primeiras semanas de uso. Logo, os ferimentos tendem a  evoluir para aftas.

Como tratar as aftas na boca?

As aftas na boca realmente incomodam, mas costumam sumir em poucos dias, como explicamos. Porém, para amenizar a dor, você pode fazer chás ou bochechos com aloe vera ou própolis. Enxaguantes bucais também podem ajudar, mas é importante que eles não tenham álcool.

O dentista também pode receitar medicamentos de uso tópico, como pomadas anestésicas, que aliviam a dor, enquanto a ferida não some.

O que fazer para evitar o surgimento de aftas?

Algumas atitudes simples na rotina ajudam a evitar o surgimento das aftas. Confira algumas das principais!

Tenha uma alimentação saudável

É importante que você tenha uma alimentação saudável, rica em vitaminas, proteínas e minerais. Assim, as chances de ter imunidade baixa, uma das causas das aftas na boca, diminuem consideravelmente. 

Evite consumir alimentos ácidos 

Se você perceber que tem predisposição a desenvolver aftas quando consome alimentos ácidos, evite incluí-los em sua dieta. Caso resolva comê-los, a dica é sempre escovar bem os dentes e a língua logo em seguida, para retirar o máximo possível de resíduos que geram a ferida.

Escove os dentes corretamente

A escovação correta, com uma escova adequada e de forma delicada evita as feridas que causam aftas na boca. Também é importante o uso do fio dental, que ajuda a evitar placas, que acumulam bactérias e favorecem o surgimento desse problema.

Quando procurar um dentista em caso de afta na boca?

Conforme explicamos, a maioria dos casos de afta não são graves. Porém, elas podem ser sintomas de diversas doenças, que baixam a imunidade. É por isso que, caso você tenha esse problema com frequência, deve procurar um dentista.

O profissional fará os exames necessários e poderá passar um diagnóstico mais completo. Além disso, ensinará você a ter melhores hábitos de higiene e dará dicas para controlar as aftas.

Agora que você já sabe mais sobre as aftas na boca, tome os cuidados necessários para evitar o problema e consulte um dentista caso ele persistir.

Compartilhe este artigo em suas redes sociais, para que os seus amigos também tenham acesso às nossas orientações!

Seja um Dentista Parceiro!

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta