Vestimentas para dentista: dicas e guia para trabalhar melhor

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Nos primeiros anos de faculdade, as vestimentas para dentista seguem um código restrito: tudo branco. Jaleco, sapatos, camisas e até cintos devem ser da cor. A justificativa é a higiene, afinal fica mais fácil perceber se há alguma sujidade. Mas depois de formado, essa suposta obrigação não é tão obrigatória como parecia.

Independentemente do seu estilo, é importante enxergar as roupas de trabalho como um uniforme. Portanto, elas precisam passar profissionalismo. Se você está no início de carreira e quer saber como se apresentar aos pacientes, este é o seu post. Continue a leitura e entenda mais sobre vestimentas para dentistas:

Vestimentas para dentistas: tudo o que você precisa saber

Branco ou colorido? Curto ou comprido? Botões ou zíper? Entenda o que observar na hora de adquirir sua vestimenta:

Branco é obrigatório?

Não. Isso é perceptível principalmente em consultórios de Odontopediatria, em que o profissional tem mais liberdade para escolher estampas e cores para seu jaleco. Além disso, em clínicas voltadas à Odontologia Estética, é comum observar o corpo de trabalho vestido de preto, azul-marinho ou cinza. 

O tradicional branco traz um ar mais sóbrio, que pode ajudar a cativar pacientes mais conservadores. Contudo, não é requisito para mensurar a qualidade da vestimenta.

Obviamente, o jaleco é obrigatório. Isso porque ele não faz parte apenas do “uniforme” do dentista, como também é um equipamento de proteção pessoal (EP) que protege tanto o profissional quanto o paciente.

Tradicional x colorido

Os e-commerces popularizaram os jalecos personalizados. Assim, fica muito mais fácil encontrar diferentes tons, estampas e até mesmo com a marca do seu consultório. Contudo, você precisa analisar se sua especialidade não pode causar manchas permanentes no tecido. Por exemplo: um periodontista tem muito mais probabilidade de manchar a vestimenta com sangue do que um ortodontista.

Nesse caso, o jaleco branco ganha. Embora as sujeiras apareçam com mais facilidade, é mais fácil de limpar com água sanitária, enquanto em um tecido colorido,o produto retira a cor. 

Apesar de não ter o mesmo destaque, o tradicional é mais fácil de limpar e pode ser customizado. E para o cliente, a limpeza da vestimenta do dentista é mais importante do que o estilo.

Detalhes coloridos

Para sair do convencional sem ousar muito, o profissional pode optar por barras coloridas no colarinho, punhos e bolsos. Desenhos associados à profissão (por exemplo, um bolso estilizado no formato de um dente) também deixam o jaleco mais moderno.

Roupas

No geral, apenas o jaleco branco é visto como obrigatório entre as vestimentas para dentista (mesmo não sendo). No entanto, o ideal é optar pela sobriedade, pois você lida com um trabalho na área da saúde. Além de ajudar a manter uma imagem profissional, a roupa mais séria protege melhor o corpo.

Portanto, calça, blusa e sapatos fechados são itens essenciais para a segurança do profissional e do público.

Como escolher o melhor jaleco?

Um fator importante a se considerar é o tecido. Ele precisa ser mais grosso para garantir proteção e resistência, mas não o suficiente para esquentar demais — você também vai trabalhar no verão. No entanto, não há uma norma sobre tecidos ou modelos obrigatórios

Por muitos anos, a escolha era pelo tecido 100% poliéster — que não amarrota e é mais grosso, mas muito quente. Hoje, o ideal é que ele seja 100% algodão ou misto. 

No entanto, algumas regrinhas não podem ser ignoradas, pois protegem e dão a imagem profissional que você precisa:

  • comprimento abaixo dos joelhos. Assim, garante proteção às pernas, mesmo quando o profissional estiver sentado;
  • mangas longas. O ideal é que, mesmo no calor, o profissional não suba a manga. Assim, garante a proteção;
  • fechamento frontal com botões, até a altura do pescoço, e usado totalmente abotoado;
  • punho justo para proteger a pele de substâncias contaminantes;
  • se possível, com uma cobertura para os botões;
  • tamanho compatível com o profissional;
  • tecido não inflamável.

Existem modelos de zíper, mas que costumam fechar apenas até a altura da cintura. Portanto, depende da sua prioridade — ou estilo.

E as golas?

Vestimentas para dentista

Além da tradicional, existe a gola padre, que protege mais e vai até o pescoço. Para quem gosta de customizar, ela funciona como mais um espaço para colocar bordados, rendas e aviamentos coloridos.

Luvas podem ser coloridas?

Com certeza. Existem inúmeros modelos de luvas, com ou sem talco, de látex ou nitrilo (borracha sintética, mais resistente), na cor tradicional ou em rosa, azul, roxo e por aí vai. No entanto, é preciso ter atenção caso o procedimento seja um pouco invasivo: muitas vezes você vai lidar com sangue, portanto, ele precisa estar visível caso entre em contato com sua luva, já que há também o risco de que ela rasgue.

Toucas e máscaras também podem ser divertidas

O cabelo é um veículo que carrega e dispersa muitos micro-organismos, além de cair com uma certa frequência. Portanto, usar uma touca evita não só que o cabelo transmita alguma bactéria ou vírus, mas também que caia durante o procedimento. No entanto, ela permite maior liberdade na escolha de estampas e cores. O importante é que ela seja de um material resistente e cubra os fios por completo

Já a máscara fica no rosto, o cartão de visitas do odontologista, portanto discrição é imprescindível — ela não pode roubar toda a atenção. Para garantir a proteção, o ideal é que ela seja a N95 ou PFF2. Elas devem ser trocadas a cada paciente e, no caso da N95, só pode ser usada por no máximo 4 horas.

Acessórios podem ser usados durante a consulta?

Depende. Na hora de conversar com o paciente, não há problema, mas a retirada durante um procedimento é obrigatória. Agora, com o surgimento da Covid-19, o Conselho Federal de Odontologia exige a retirada de todos os adereços, como anéis, pulseiras, cordões, brincos e relógios no atendimento.

Scrubs podem ser usados como vestimentas para dentista?

Sim! Scrubs ou roupas sanitárias são as vestimentas sanitárias usadas por cirurgiões, enfermeiros, médicos e outros profissionais do atendimento em hospitais. Eles não substituem os jalecos, mas trazem a ideia de uniforme, estão disponíveis em diversas cores e estampas, são leves e economizam o guarda-roupa do odontologista. Vale dar uma chance.

Entendeu como as vestimentas para dentista são importantes? Então, compartilhe este post nas redes sociais e ajude outros profissionais a melhorar o visual de trabalho.

Seja um Dentista Parceiro!

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta