Tratamento de canal: tudo o que você precisa saber

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Quando falamos em ir ao dentista, um dos principais medos que as pessoas têm é o de ter que fazer um tratamento de canal. É bem provável que você já tenha ouvido amigos, familiares ou conhecidos falando que o procedimento é dolorido, que custa muito caro, entre outras histórias, não é mesmo?

O fato é que o tratamento de canal não é tão terrível assim e é imprescindível, quando algum problema do tipo começa a se manifestar. Para que você tire as suas dúvidas, criamos este artigo com tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Acompanhe!

O que é o tratamento de canal?

O tratamento de canal é um procedimento em que é retirada a polpa do dente, ou seja, o tecido que é encontrado na parte interna das peças de nossa arcada dentária.

Depois disso, o espaço aberto precisa ser limpo e novamente preenchido, para que a saúde bucal do paciente seja preservada.

Em que situações o tratamento de canal é indicado?

O tratamento de canal é necessário sempre que a polpa do dente inflama ou infecciona, causando dor no paciente. 

Isso acontece por uma série de motivos, como o não tratamento de cáries, a quebra, a trinca e outros tipos de lesão nos dentes.

Como é feito esse procedimento?

O tratamento de canal é feito em três etapas, que não necessariamente são realizadas na mesma sessão. O cirurgião-dentista, de acordo com a gravidade de cada caso, é quem orientará sobre quando fazer cada intervenção. Entenda cada uma delas!

Acesso

Nessa etapa é preciso abrir o canal, utilizando um instrumento chamado de caneta de alta rotação. Nada mais é do que aquele “motorzinho” que os dentistas usam, que faz aquele barulho bem característico de clínicas odontológicas.

Remoção da polpa infeccionada

Depois de fazer o acesso, o dentista remove toda a polpa infeccionada do dente. Para isso são utilizadas ferramentas como as limas especiais. Também é feita uma irrigação no local, para garantir a limpeza.

Obturação dos canais

Depois disso, é preciso fazer a obturação dos canais, preenchendo- os com materiais odontológicos especiais. Em alguns casos, pode ser também recomendada a aplicação de uma prótese de face dentária, para melhorar a estética e aumentar a proteção.

Quais são as recomendações durante e após o tratamento?

tratamento de canal

Durante e após o tratamento de canal, existem algumas recomendações que o paciente deve seguir. Tratam-se de cuidados simples, que nada impedem a pessoa de seguir a sua rotina normalmente, sem qualquer interferência.

Ao fazer as refeições, por exemplo, é preciso ter um pouco de cuidado, principalmente se a região ainda estiver debilitada e com um pouco de dor. Também é necessário evitar mastigar os alimentos com o dente em que o canal está sendo tratado, até que a restauração definitiva seja realizada.

Nos primeiros dias após o tratamento de canal, o dente também pode apresentar sensibilidade. Nesse caso, o dentista pode prescrever o  uso de medicamentos tópicos ou em comprimidos. É preciso seguir as orientações de uso dadas pelo seu profissional de confiança.

Quanto custa fazer um tratamento de canal?

O preço do tratamento de canal depende muito da região do país, do dente em que é necessário fazer a intervenção e também da gravidade da situação.

Em média, o valor varia entre R$ 700 e R$ 2.000. Vale a pena se informar sobre o assunto com o seu dentista de confiança. Desconfie de valores muito abaixo da média!

Quais são os riscos de não tratar o canal do dente?

Quando alguém que precisa tratar o canal deixa o procedimento de lado, pode estar assumindo muitos riscos para a sua saúde. Inicialmente, o problema é a dor, que pode se intensificar e até mesmo atrapalhar as refeições e a rotina do paciente.

Em casos mais graves, a infecção pode evoluir para abscessos, edemas, cistos ósseos e até mesmo o comprometimento de outros órgãos do corpo. Logo, o problema pode se tornar bastante grave e deve ser sempre tratado, para evitar complicações que comprometam a sua saúde.

O tratamento de canal dói?

Existe muita dúvida sobre a dor que as pessoas sentem quando fazem um tratamento de canal. Essa questão é bastante relativa, tendo em vista que depende da gravidade da situação.

Como explicamos, a dor aumenta, caso o tratamento não seja feito no momento adequado. Logo, pode ser que os incômodos para fazer a anestesia realmente sejam maiores nesse caso.

Porém, depois que a pessoa está com a boca anestesiada, o tratamento é praticamente indolor. Se após o efeito da anestesia passar e o paciente sentir dor, cremes anestésicos e compridos analgésicos, receitados pelo dentista, são uma opção.

Quais são as vantagens do tratamento de canal?

Apesar de causar medo em um primeiro momento, o tratamento de canal traz vantagens para a saúde dos pacientes com inflamações dentárias. A primeira delas, obviamente, é o alívio da dor. Além disso, também se evita que a infecção se espalhe para outras partes do corpo e cause problemas mais graves.

Também importante considerar que e a única alternativa para o tratamento é arrancar o dente. Além de causar uma estética de desleixo e descuido, ficar sem uma peça da arcada dentária prejudica a mastigação e pode fazer com que o paciente não absorva todos os nutrientes dos alimentos, bem como faça uma má digestão. Por isso, tratar o canal é tão importante

Agora você já sabe mais sobre o tratamento de canal e também sobre a importância de fazê-lo, sempre que for necessário.

Compartilhe este artigo em suas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso a ele!

Seja um Dentista Parceiro!

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta