Plano de marketing para consultórios odontológicos: como elaborar

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

 

O uso de publicidade pela Odontologia é muito controverso. Embora o profissional possa usar propagandas, é necessário tomar muito cuidado para não transformar o trabalho em mercadoria. No entanto, a elaboração de um plano de marketing para consultórios odontológicos permite que se divulgue o trabalho sem deixá-lo publicitário demais.

Para quem ainda não tem experiência, o desenvolvimento pode ser complicado. Porém, os resultados são reais — principalmente com a internet, que permitiu novos meios de comunicação com o público. Como consequência, o odontologista viu maneiras de divulgar seu consultório que vão além dos tradicionais panfletos.

Se você deseja investir na divulgação dos seus serviços, não se preocupe. Neste texto, vamos mostrar 6 dicas para elaborar um plano de marketing para consultórios odontológicos:

6 passos para elaborar um plano de marketing para consultórios odontológicos

Veja algumas orientações para montar seu planejamento estratégico em Odontologia.

1. Defina os objetivos do consultório

O que você deseja com seu plano de marketing? Existem diversos objetivos por trás desse planejamento:

  • transformar-se em referência numa determinada área odontológica;
  • fazer um reposicionamento de marca no seu consultório;
  • aumentar o número de pacientes mensais;
  • aumentar a retenção de clientes.

Para saber como elaborar estratégias para alcançar seu objetivo, você precisa entender qual o atual estado do consultório. Então, observe aspectos como:

  • sistemas de coleta e gestão de dados;
  • recursos financeiros;
  • serviços oferecidos;
  • recursos humanos;
  • recursos materiais;
  • preços praticados.

Eles serão fundamentais para conhecer os pontos fortes e fracos do seu consultório.

2. Conheça o perfil do público-alvo

Antes de qualquer passo, é crucial entender qual o perfil do paciente que você vai entender. Embora um mesmo consultório possa atender pacientes com perfis diferentes, um ou dois vão imperar. Um exemplo: sua clínica pode atender crianças, mas elas não serão necessariamente o público que você vai se empenhar para conquistar.

Conhecer o público-alvo significa estudar:

  • faixa etária e gênero;
  • nível socioeconômico;
  • grau de instrução;
  • região de moradia;
  • como chegou até a clínica;
  • o que valoriza numa clínica odontológica;
  • como costuma se informar quando precisa de uma clínica.

De fato, essas são apenas algumas perguntas — a construção de um perfil de público exige muito mais. Quanto mais dados você tiver sobre os clientes, mais acuradas serão suas estratégias.

3. Comece simples e vá ampliando as ações conforme resultados

Você não precisa começar com um planejamento estratégico muito elaborado. Se o consultório estiver no início, por exemplo, um investimento em todas as estratégias propostas seria inviável. Então, comece devagar e, assim que for alcançando os resultados, você passa para outras ações.

Por exemplo: você pode começar por anúncios pagos, como o Google Ads, que trazem resultados com mais rapidez. Então, depois de um tempo, você pode partir para estratégias de resultado em médio prazo, como as redes sociais e, por fim, para as de longo, como um blog. 

4. Invista em marketing digital

Plano de marketing para consultórios odontológicos

O marketing digital foi uma das grandes revoluções que a internet trouxe para o marketing. Isso porque, com um orçamento menor, bom conteúdo e conhecimento de público, o profissional de Odontologia pode se tornar referência em sua profissão e conquistar fãs de diversos locais do país.

Veja no que é possível investir.

Blog

É um local no qual você pode colocar textos mais elaborados sobre o segmento de Odontologia — o blog da DVI é um exemplo disso. É importante, no entanto, que ele seja atualizado com frequência. Isso não significa postar todos os dias, mas pelo menos uma vez por semana. A atividade faz com que o Google entenda que o blog é ativo e com muito conteúdo, o que faz com que ele tenha mais chances de aparecer nos principais resultados de busca.

O blog não é o tipo de ferramenta publicitária comum; seus posts não serão impulsionados para aparecer ao usuário. No entanto, quando ele fizer alguma pesquisa relacionada à Odontologia, poderá encontrá-lo nos resultados — o que, com o tempo, poderá transformá-lo em autoridade no segmento.

Redes sociais

Da mesma forma que o blog, as redes sociais podem ser usadas para divulgar conteúdos relacionados à Odontologia. É importante, no entanto, entender que as redes sociais devem ter apenas os aspectos profissionais. Por mais que alguns profissionais da saúde gostem de mostrar fotos pessoais, isso não é a proposta mais aceitável para quem deseja divulgar seu consultório.

Em vez de se basear apenas na divulgação de serviços use as redes sociais para esclarecer dúvidas sobre procedimentos odontológicos, uso de fio dental, escovação e aparelhos. Independentemente do tipo de rede social, 

Mídia paga

Existem dois principais tipos de mídia paga no Marketing Digital:

  • links patrocinados do Google, que vão desde anúncios nos resultados de busca a banners, vídeos e o Google My Business;
  • impulsionamento de posts nas redes sociais.

Esse é o tipo de estratégia que traz resultados com mais rapidez, mas sua eficácia é de curto prazo. Por isso, se não tiver um bom conteúdo, o usuário não continuará acompanhando.

5. Descubra quais são seus pontos fortes e fracos 

Uma empresa precisa conhecer aquilo que faz com que o cliente prefira ela à concorrência.

  • o ponto forte serve para ser a peça principal do seu marketing, aquilo que serve como diferencial da sua clínica;
  • o ponto fraco é aquilo que você vai trabalhar para nivelar com a concorrência e não perder pacientes para ela.

Por exemplo: você tem um ótimo atendimento, o que faz com que muitas famílias queiram fazer seus respectivos tratamentos na sua clínica. Mas não há tratamento para crianças. Então, você contorna esse ponto fraco abrindo espaço para Odontopediatria.

Um plano de marketing para consultórios odontológicos permite que você descubra quais são esses pontos e como trabalhá-los para atrair mais pacientes.

6. Estabeleça metas de sucesso

Em marketing, metas são pequenos objetivos que você conquista durante o andamento do plano até o alcance do objetivo principal. No entanto, é importante entender que metas de sucesso não são apenas financeiras. Você pode, por exemplo, desejar o aumento do número de seguidores, do engajamento, das visitas no site ou do número de atendimentos por mês. 

Um plano de marketing para consultórios odontológicos requer muito estudo e, principalmente, uma boa conversa com profissionais do ramo. Mas com passos listados aqui, já é possível dar o pontapé inicial para criar suas estratégias.

Pronto para implementar um plano de marketing para seu consultório odontológico? Para isso, é preciso conhecer bem o que pode ou não com relação à publicidade. Nesse contexto, entenda mais sobre Black Friday na Odontologia!

Seja um Dentista Parceiro!

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta