Radiografia oclusal: tudo o que você precisa saber

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Para os cirurgiões dentistas, conhecer sobre os principais exames radiológicos é essencial. A radiografia oclusal é um deles e serve para que os pacientes sejam melhor avaliados, para que os melhores tratamentos sejam realizados em cada situação.

Se você não conhece muito sobre esse exame, não precisa se preocupar! Criamos este guia, com as principais informações necessárias sobre o assunto. Acompanhe e fique bem informado!

O que é a radiografia oclusal?

A radiografia oclusal também é chamada de RX oclusal. Trata-se de um exame que é utilizado para captar imagens dentro da boca do paciente.

A ideia desse exame é garantir que o dentista possa fazer uma avaliação completa da dentição do paciente. Por meio da radiografia oclusal é possível verificar a posição das raízes de dentes que foram arrancados, peças extras, presença de dente do siso, entre outras questões.

Com o resultado da radiografia oclusal em mãos, o dentista poderá concluir o que está ocasionando dores no paciente, por exemplo. De tal maneira, o melhor tratamento pode ser indicado

Como a radiografia oclusal é feita?

Radiografia oclusal
Radiografia oclusal

Para fazer o exame da radiografia oclusal, o dentista precisa posicionar a película radiográfica dentro da boca do paciente, entre os dentes da maxila superior e os da maxila inferior. É como se a pessoa estivesse mordendo o filme.

Com a película bem posicionada, é feito o disparo dos raios-X, de acordo com os ângulos desejados pelo profissional.

Além desse método tradicional, atualmente, o exame também pode ser realizado de forma digital, que é bem mais confortável para o paciente. O dentista também percebe vantagens, como a possibilidade de manipular as imagens, para que elas sejam interpretadas mais facilmente.

Quais são as principais indicações da radiografia oclusal?

O RX oclusal é indicado para diversas situações vistas no consultório odontológico. Entre elas, destacamos:

  • problemas nas raízes de dentes removidos;
  • a presença de dentes supranumerários;
  • a localização de dentes repetidos; e
  • o estudo de anomalias.

Além disso, a radiografia oclusal também pode ser realizada para analisar o crescimento das crianças, na odontopediatria. O dentista pode solicitar o exame para acompanhar o desenvolvimento dental dos pequenos, analisando a necessidade ou não do uso de aparelhos ortodônticos, por exemplo.

Vale lembrar que os pacientes não precisam fazer nenhum preparo especial para realizar o exame. Isso facilita muito para que o diagnóstico seja feito mais rápido. Até mesmo em uma consulta de rotina é possível coletar as imagens e já elaborar os laudos em seguida.

Que vantagens esse exame oferece?

A principal vantagem dos exames oclusais é a possibilidade de diagnosticar rapidamente as queixas do paciente. Uma pessoa que sente dores na mandíbula, por exemplo, pode estar com alguma anomalia que causa o desconforto.

Com a radiografia oclusal, o dentista consegue enxergar dentro das estruturas do paciente e observar o que está gerando dor. Dessa maneira, pode preparar um bom tratamento e solucionar, o mais breve possível, a queixa do paciente.

Com o problema solucionado, o paciente ficará mais satisfeito com o profissional, além de ter mais qualidade de vida.

Vale a pena terceirizar a radiografia oclusal?

Assim como acontece com outros exames radiológicos, é possível terceirizar a elaboração dos laudos da radiografia oclusal. Isso possibilita que o cirurgião dentista ganhe tempo e faça economia em seu consultório.

Para que isso seja feito, basta contratar uma empresa de telerradiologia. Essas companhias têm em seus quadros radiologistas especialistas na área odontológica e que são muito preparados para elaborar os laudos desse tipo de exame.

Funciona da seguinte maneira: o dentista faz a coleta das imagens em formato digital, durante as próprias consultas dos pacientes. Depois disso, por meio de um software de computador, transfere as radiografias para a empresa de telerradiologia.

Os radiologistas terceirizados recebem as imagens e fazem a elaboração dos laudos dos exames. Em seguida, o dentista recebe os documentos com as considerações dos radiologistas. Ele pode analisar e estudar as descrições, comparando com as imagens.

Dessa maneira, diagnostica rapidamente o problema do paciente e propõe o tratamento mais adequado para a situação. Tudo de forma muito prática e sem ter que contar com um radiologista atuando no consultório.

Terceirizar a radiografia oclusal, portanto, vale a pena! Isso porque, com a telerradiologia, você precisará pagar apenas pelos exames que laudar e não uma mensalidade. Isso faz com que seja feita economia no consultório odontológico, de modo que os seus lucros serão potencializados.

Não há dúvida de que a radiografia oclusal é um dos principais exames realizados no consultório odontológico. Com este artigo, você pode saber um pouco mais sobre o exame e a possibilidade de terceirizar a elaboração dos laudos com uma empresa de telerradiologia.

Agora, que tal saber mais sobre a especialização em ortodontia? Esse é um curso muito procurado pelos dentistas. Leia o nosso artigo que fala sobre o assunto e esclareça todas as suas dúvidas acerca do tema.

Seja um Dentista Parceiro!

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta