Como montar uma clínica radiológica odontológica

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Está pensando em montar uma clínica radiológica odontológica? Esse nicho de mercado é bem interessante e pode se tornar um negócio altamente lucrativo, desde que seja bem administrado.

Vale lembrar que não é preciso ser dentista ou radiologista para empreender nessa área. No entanto, é preciso que o estabelecimento tenha um responsável com registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) ou no Conselho Regional de Odontologia (CRO).

Preparamos este artigo para você entender o que precisa fazer para montar uma clínica radiológica odontológica. Prossiga a leitura!

Passo a passo para montar uma clínica radiológica odontológica

Para elaborar o passo a passo para montar uma clínica radiológica odontológica, usamos como base o trabalho de conclusão de curso de Daniela Sonda

Ela desenvolveu a metodologia no curso de Especialização em Radiologia Odontológica e Imaginologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Confira!

criar uma clínica radiológica odontológica

1º passo: realize o planejamento

O momento de planejar, dentro de um processo de instalação de qualquer negócio, é muito importante.

É por isso que, ao montar uma clínica radiológica odontológica, planejar é muito importante. Aqui é importante ressaltar a necessidade de desenvolver um plano de negócios e também as ações de marketing para divulgar a sua clínica.

2º passo: escolha o local

Ao escolher o local onde ficará a sua clínica, deve-se avaliar as condições referentes ao espaço físico. Existem algumas normas da Anvisa, como a RDC nº 50, que devem ser seguidas à risca.

Além disso, o local deve atender a outras legislações, como códigos, leis, decretos e portarias federais, estaduais e municipais.

Como isso varia de uma localidade para outra, o mais indicado é conversar com representantes da prefeitura da sua cidade e verificar quais são as normas a serem cumpridas. 

Ainda sobre o local, é importante que você se atente para alguns pontos importantes, como a acessibilidade. É bem relevante que o espaço seja acessível para todas as pessoas, inclusive cadeirantes e portadores de necessidades especiais, no geral.

Se a clínica se localizar nos andares altos de um prédio, por exemplo, deve haver elevador e rampas para facilitar o acesso de todos, por exemplo.

3º passo: prepare o ambiente da clínica

Para preparar os ambientes da clínica, é importante que você siga o que está previsto na portaria nº 453 do Ministério da Saúde.

Nessa legislação estão dispostas todas as diretrizes básicas de proteção radiológica em radiodiagnóstico médico e odontológico.

Entre outras coisas, o documento traz como deve ser feita a blindagem das paredes, do teto e dos pisos dos locais em que se realizam os exames de raio-X.

4º passo: solicite o Alvará de Localização e Funcionamento

O Alvará de Localização e Funcionamento é uma licença concedida pelo município para que, em determinado local, possa ser exercida uma determinada atividade. Para conseguir esse documento, você precisa solicitar na prefeitura da sua cidade.

Além desse Alvará, também é necessária uma liberação do Corpo de Bombeiros, que deve ser acionado para fazer uma vistoria no local.

5º passo: faça o registro no Conselho Regional de Odontologia

Ao montar uma clínica radiológica odontológica, é fundamental que você faça o registro do estabelecimento no Conselho Regional de Odontologia da sua região.

Sem esse registro, a sua clínica não estará autorizada a realizar exames e elaborar laudos, por exemplo.

6º passo: crie uma política de descarte para resíduos

A Resolução nº 283, do Conselho Nacional do Meio Ambiente, dispõe sobre o tratamento e a destinação final dos resíduos dos serviços de saúde.

Geralmente, os resíduos são classificados com diferentes modalidades de descarte. É importante compreender sobre isso para fazer tudo corretamente e evitar, além de multas dos fiscais, danos à saúde dos pacientes, colaboradores e ao meio ambiente, de modo geral.

Franquia x Novo negócio: qual é a melhor opção?

Quando você pensa em montar uma clínica radiológica odontológica, tem dois caminhos que pode seguir.

O  primeiro deles é começar um negócio novo, totalmente do zero. Nesse caso, você certamente terá muito mais trabalho, tendo em vista que terá que realizar tudo praticamente sozinho.

A outra opção é se tornar um franqueado de uma marca já consagrada nessa área. De tal maneira, você terá suporte no marketing, nas operações técnicas, na gestão e nas implantações do negócio.

Ao montar uma clínica radiológica odontológica é preciso pensar antecipadamente em tudo o que envolve o processo, para que não seja necessário parar no meio do caminho e consertar o que está errado.

A DVI Radiologia tem muita experiência nessa campo e já conta com mais de 6 mil franqueados em todo o Brasil. O seu negócio pode ser o próximo a fazer parte da nossa rede

Além disso, a cultura de gestão e excelência no atendimento aos pacientes e profissionais tem se tornado um grande diferencial do grupo DVI, como referência ao atendimento e qualidade diagnóstica.

Para saber mais sobre o modelo de franquias da DVI Radiologia, acesse o nosso site agora mesmo. E lembre-se, estamos à disposição para ajudar a realizar o seu sonho de montar uma clínica radiológica odontológica.

Seja um Dentista Parceiro!

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe um comentário