Saiba tudo sobre a saliva artificial

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

A xerostomia, condição em que o paciente fica com a boca seca, é algo muito desagradável. Geralmente, isso acontece quando o indivíduo não produz líquido suficiente na boca, por conta de problemas glandulares. A saliva artificial pode ser uma solução para esses casos.

Vale lembrar que a xerostomia, além de causar desconforto, também pode ocasionar o mau hálito e doenças da boca, como as cáries. Por isso, buscar alternativas de tratamento é tão importante.

Quer saber mais sobre a saliva artificial? Então, prossiga com a leitura! Esclarecemos as principais dúvidas que as pessoas geralmente têm sobre o assunto. Vamos lá?

O que é a saliva artificial?

Podemos definir esse produto como um líquido feito em laboratório, que serve para reproduzir a saliva natural, produzida pelo corpo humano.

Na saliva artificial, além de água, há a presença de sais minerais e substâncias hidratantes, que evitam a xerostomia e hidratam os tecidos bucais.

O produto pode ser facilmente encontrado em farmácias ou lojas online especializadas. Ele é vendido em spray ou gel.

Como a saliva artificial funciona?

saliva artificial

Para usar a saliva artificial, basta que o indivíduo aplique o gel ou borrife o spray nos tecidos da boca, para lubrificar a região.

Dessa forma, os tecidos da boca estarão mais hidratados e o paciente conquista mais facilidade para comer e respirar. Além disso, se reduz o desconforto de estar com a boca seca.

Quais são os principais tipos?

Como explicamos, a saliva artificial é encontrada em dois formatos principais: o gel e o spray. 

No caso do gel, o paciente deve usar os dedos limpos ou um cotonete para fazer a aplicação por toda a boca.

O spray é mais simples de usar, tendo em vista que baste que o usuário de uma borrifada do produto na parte interna da boca.

Quando a saliva artificial é usada?

A saliva artificial pode ser usada em qualquer situação em que o indivíduo, por algum motivo, não tem uma boa produção salivar.

Geralmente, as pessoas idosas são as que mais necessitam desse artifício. Isso porque, com o passar dos anos, o nosso organismo começa a apresentar disfunções. Assim, as glândulas salivares podem “trabalhar” menos e deixar a boca menos lubrificada.

Pessoas que são portadoras de doenças sistêmicas, como o diabetes e a hipertensão, assim como as que estão fazendo tratamentos para o câncer ou a AIDS também podem ficar com a boca seca. Nesses casos, o uso da saliva artificial também é indicado.

Quem vem de um histórico de maus hábitos, como uma higiene bucal deficitária ou excesso de fumo, também pode produzir menos saliva e adquirir um quadro de xerostomia. Essas situações são outros exemplos de uso da saliva artificial.

Só posso usar a saliva artificial com a recomendação do dentista?

Não é preciso recomendação do dentista para usar a saliva artificial. Esses lubrificantes podem ser usados várias vezes por dia e sem medo, tendo em vista que eles não causam dependência. Além disso, não é necessário apresentar receita para comprá-los nas farmácias.

Porém, vale lembrar, que esse é um tratamento paliativo, ou seja, ele apenas trata um sintoma, no entanto, não resolve o problema. Por isso, vale a pena consultar um dentista para buscar outras alternativas de terapia.

O uso de medicamentos específicos, eletroterapia e acupuntura, por exemplo, podem ajudar a aumentar a produção de saliva natural. Assim sendo, o paciente se cura da xerostomia sem ter que usar artifícios.

Caso você tenha a boca seca, portanto, antes de ir à farmácia e comprar a saliva artificial, convém fazer uma visita ao seu dentista. Ele fará exames clínicos e poderá indicar o melhor tratamento para o seu caso.

O dentista também pode indicar a melhor marca ou tipo do produto, bem como as quantidades que devem ser usadas. Afinal, isso varia de caso a caso.

Esperamos que você tenha conseguido esclarecer as suas dúvidas sobre a saliva artificial. A nossa missão é sempre apresentar conteúdos de qualidade, para você ter uma excelente saúde bucal.

Gostou do nosso artigo? Então, nos siga nas redes sociais e receba mais conteúdos interessantes. Estamos no Instagram, no Facebook, no LinkedIn e no YouTube.

Seja um Dentista Parceiro!

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe um comentário