Como usar a clorexidina degermante em seu consultório odontológico

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

A clorexidina degermante é um medicamento usado em diversos tratamentos médicos e odontológicos. Por ter ação bacteriana, esse remédio é muito eficaz no combate às bactérias e desinfecção antes das cirurgias, por exemplo.

É justamente por conta dessa função antibacteriana que o uso da clorexidina degermante é bastante comum e recomendado nos procedimentos realizados em consultórios odontológicos.

A seguir, apresentaremos respostas para os principais questionamentos sobre esse assunto. O nosso objetivo é trazer mais conhecimento sobre esse medicamento para dentistas e pacientes. Acompanhe!

O que é a clorexidina degermante?

A clorexidina degermante, também conhecida como gluconato de clorexidina, é um medicamento antimicrobiano sintético, com funções antifúngicas, bactericidas e bacteriostáticas.

Se corretamente manipulado e usado em pequenas quantidades, esse medicamento é bastante indicado para uso no consultório odontológico. Entre outras coisas, o dentista pode usar a clorexidina em procedimentos endodônticos e cirurgias, conforme veremos mais adiante.

clorexidina degermante

Como esse produto é usado na Odontologia?

São diversas as situações em que o dentista pode utilizar ou receitar a clorexidina degermante em seus pacientes. Veja, a seguir, algumas das situações em que o medicamento pode ser utilizado!

Bochechos

Os dentistas podem recomendar o uso de enxaguantes bucais com clorexidina a 0,12% para pacientes que necessitam controlar os microrganismos nas mucosas.

Diversos estudos já comprovaram a eficiência da clorexidina degermante na redução de placas e prevenção contra as cáries.

Tratamento da gengivite

Conhecida como uma das principais doenças da gengiva, a gengivite é causada, principalmente, pelo acúmulo de placa nos dentes.

Como a clorexidina é eficiente na remoção das placas, ela pode ser recomendada para os pacientes que estão realizando tratamentos de gengivite.

Tratamento de canal

No campo da Endodontia, a clorexidina degermante pode ser útil no tratamento de canal. Para isso, o dentista deve encher uma seringa com aproximadamente 3 ml do medicamento e aplicar no canal após a abertura da coroa.

Segundos depois, a substância deve ser removida com soro fisiológico. Na sequência, é dada sequência ao tratamento, com a segurança de que o paciente foi desinfectado.

Pré-operatórios

Para os pacientes que farão cirurgias odontológicas, pode ser recomendado o uso da clorexidina degermante por alguns dias, no pré-operatório.

Além disso, o dentista ou auxiliar de saúde bucal também pode desinfetar os equipamentos cirúrgicos com clorexidina. Para isso, os itens devem ficar por 30 minutos imersos na substância a 0,05%.

Quais são as vantagens desse produto para os tratamentos?

Entre as principais vantagens da clorexidina degermante é a substantividade. De acordo com um estudo feito por Gecyca Gatelli e Maria Cecília Bortolini, da Faculdade Ingá, os efeitos do produto podem perdurar por até 12 semanas na boca.

Outras pesquisas também já revelaram que os tratamentos para combate à placa dentária e à gengivite também são muito mais eficientes quando são realizados com clorexidina.

Para você ter uma ideia, foi comprovado que a clorexidina reduz em 64% o índice de placa e em 61% a gengivite. Isso tudo resulta em 77,2% menos chances de ocorrer sangramento gengival nos pacientes.

Também já foi comprovado que, se as escovas de dentes forem higienizadas com clorexidina, se consegue eliminar totalmente a bactérias Streptococcus mutans, que é a responsável pelo surgimento das cáries nos dentes.

Que efeitos colaterais podem ser causados pela clorexidina degermante?

Da mesma forma como acontece com qualquer medicamento, a clorexidina degermante também pode gerar efeitos colaterais. Por isso, dentistas e pacientes devem ficar atentos ao utilizá-la!

Quando usada de forma prolongada, a clorexidina pode causar manchas nos dentes e nas próteses dentárias, por exemplo. 

A boa notícia é que as manchas não são permanentes e podem ser facilmente removidas durante o procedimento de profilaxia dental, ou seja, a limpeza nos dentes.

Também há relatos de pacientes que afirmam sentir um gosto amargo na boca e sensibilidade na mucosa após o uso da clorexidina. Geralmente, esses sintomas desaparecem alguns dias depois de terminado o tratamento.

Quais são os cuidados que devem ser tomados pelo cirurgião-dentista?

O principal cuidado que deve ser tido pelo cirurgião-dentista, ao usar a clorexidina degermante no consultório, é em relação à dosagem do medicamento. Para cada situação são recomendadas doses diferentes! Por isso, deve-se analisar cada procedimento que será realizado e verificar como usar a substância da forma correta.

No caso dos tratamentos que são realizados pelo paciente em casa, como os bochechos, é indicado que o dentista dê todas as orientações sobre como fazê-los de forma correta.

O paciente deve ser orientado a sempre fazer os bochechos com clorexidina após meia hora de realizar a escovação dos dentes e uso do fio dental, por exemplo.

Também é indicado que os dentistas sempre fiquem à disposição para atender os pacientes e esclarecer dúvidas que surgirem durante o tratamento. Dessa forma, se evitam consequências mais graves que possam surgir durante o uso da substância.

Em resumo, podemos dizer que o uso da clorexidina degermante é muito recomendado em diversos tratamentos odontológicos. O medicamento apresenta muitas vantagens, porém também pode ocasionar efeitos colaterais, de modo que é indicado sempre a supervisão do dentista.

Este conteúdo foi útil para você? Então, você pode assinar a nossa newsletter e sempre receber  as nossas novas publicações no seu e-mail! Não perca essa oportunidade de sempre acompanhar as principais novidades e notícias da área da Odontologia.

Seja um Dentista Parceiro!

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe um comentário