Ícone do site DVI Radiologia

Telerradiografia odontológica: o que é, como fazer e qual a sua importância

telerradiologia odontológica

Desde quando Rontgen descobriu os raios-X, em 1895, a Medicina e a Odontologia usam esse recurso para ter mais precisão nos diagnósticos dos pacientes. É esse o principal objetivo da telerradiografia odontológica, que ajuda os dentistas no planejamento de tratamentos dos mais diversos tipos.

Neste artigo, reunimos uma série de informações sobre a telerradiografia odontológica. Prossiga com a leitura e saiba o que, como fazer, qual a importância, entre outras informações relevantes sobre o exame.

O que é telerradiografia odontológica?

A telerradiografia odontológica é um tipo de exame em que a distância entre a fonte emissora de raios e o objeto a ser radiografado permite conseguir uma imagem de tamanho natural.

Esse exame pode ser feito a partir da captação de imagens de diferentes ângulos, de acordo com o caso que o dentista deseja avaliar em cada paciente.

Como fazer uma telerradiografia?

A telerradiografia odontológica pode ser feita de acordo com a necessidade de cada paciente.

Ou seja, conforme a região da cabeça que precisa ser avaliada, o dentista pode solicitar tomadas frontais, laterais e posteriores. Tudo depende do caso que está sendo avaliado e do diagnóstico que se pretende fazer;

Para que esse exame é indicado?

As telerradiografias odontológicas são indicadas para diversas situações, sendo muito úteis para que o cirurgião-dentista possa proporcionar o tratamento mais adequado para os seus pacientes.

Uma telerradiografia lateral, por exemplo, é indicada para avaliar o crescimento e o desenvolvimento da maxila e da mandíbula em relação à base do crânio. Portanto, ela é muito recomendada para planejamento de tratamentos ortodônticos.

Quando a imagem captada é da póstero-anterior de mandíbula, é possível visualizar o osso maxilar com detalhes, diagnosticando possíveis fraturas e expansões corticais ósseas, por exemplo.

Ou seja, de acordo com a queixa de cada paciente e as suspeitas do dentista, o exame pode ser realizado para se ter um diagnóstico preciso. A partir disso, os resultados são analisados e o procedimento realizado.

Quais são as principais vantagens do exame?

Como comentamos, a telerradiografia digital possibilita uma representação em tamanho real das estruturas do paciente.

É justamente essa a principal vantagem do exame, tendo em vista que, dessa forma, é possível ter mais precisão nos diagnósticos e tratamentos adotados. 

Quais são os principais tipos de telerradiografia odontológica?

Existem diferentes tipos de telerradiografia odontológica. Cada uma dessas modalidades é usada para analisar uma determinada questão.

Nada impede, no entanto, que para ter um diagnóstico ainda mais preciso, o dentista solicite mais de um tipo de exame para o mesmo procedimento. Isso é muito comum, principalmente, no planejamento de cirurgias.

Veja, a seguir, mais informações sobre os tipos mais comuns de telerradiografia odontológica.

Telerradiografia lateral

A telerradiografia lateral é uma técnica que permite avaliar o crescimento e o desenvolvimento da mandíbula em relação à base do crânio. Além disso, possibilita o estudo da adenoide, traumatismos e processos patológicos na região.

Para fazer esse tipo de exame, são realizadas análises cefalométricas. Isso quer dizer que são realizadas marcações de pontos padronizados, traçados e medidos. Assim, é possível fazer uma avaliação detalhada do padrão esquelético facial do indivíduo.

As telerradiografias laterais são muito utilizadas para planejamentos cirúrgicos e também para planejar e acompanhar tratamentos com uso de aparelho ortodôntico.

Telerradiografia frontal

A telerradiografia frontal é indicada para avaliar o crescimento lateral do crânio e a simetria dos lados do rosto do paciente.

Esse tipo de exame de imagem é solicitado, principalmente, para o planejamento de tratamentos ortodônticos em casos de pacientes com traumatismos. 

Outra indicação bastante comum é para a realização de cirurgias ortognáticas, que são indicadas para pessoas com a mordida aberta, por exemplo.

Telerradiogradia póstero-anterior da mandíbula

Essa técnica é bastante usada para visualizar toda a extensão do osso mandibular do paciente.

Ela é recomendada para diagnosticar as fraturas e as expansões ósseas corticais dos pacientes, entre outras situações.

Telerradiografia póstero-anterior Waters

Doenças como a sinusite e a rinite, bem como a presença de corpos estranhos e de fraturas dos seios paranasais, etmoidais e maxilares são diagnosticadas com a telerradiografia póstero-anterior Waters.

Telerradiogradia antero-posterior de Towne

Nesse tipo de exame, a técnica é usada para ter uma visualização e análise completa da parte posterior do crânio, assim como os côndilos e o seio frontal.

Como você pode perceber, são vários os tipos e as indicações da telerradiografia odontológica. Esse tipo de exame é bem interessante, principalmente por proporcionar imagens em tamanhos reais dos pacientes.

Para os dentistas, além de saber interpretar bem esse tipo de exame, é recomendado ter boas parcerias com clínicas de exames de imagem que realizem a telerradiografia odontológica.

Acompanhe as nossas redes sociais e esteja sempre por dentro das novidades sobre exames de imagem. Estamos no Instagram, no Facebook, no LinkedIn e no YouTube.

Sair da versão mobile